G-CJQGJV70LK
CANAL MARCOS DUARTE

Roberto e Erasmo Carlos têm recurso negado na Justiça por posse de músicas

Por Marcos Duarte em 23/11/2021 às 21:52:56

Ambos pediam na Justiça a recuperação de 72 músicas que teriam sido cedidos à editora Fermata há mais de 50 anos. Dentre as canções estão "É Preciso Saber Viver" e "Se Você Pensa".

O processo começou em 2019 e já em primeira instância a dupla havia perdido. Eles queriam a rescisão de um contrato com a editora e alegavam que nunca teriam tido a ideia de ceder os direitos autorais a ela, apenas dado a oportunidade de explorar as músicas.

O objetivo, segundo eles no processo, não seria vender as obras, mas potencializar os benefícios econômicos de suas criações. Mas nessa nova fase do julgamento ficou definido que eles, de fato, teriam feito a transferência dos direitos à empresa.

Procurados, Erasmo e Roberto, por meio de sua assessoria, disseram que aguardam e analisam os próximos passos que serão feitos com seus advogados. Eles ainda podem recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

Não bastasse isso, Roberto Carlos tem de conviver com outros tipos de perrengues. Nesta segunda-feira (22), em imagens que circulam pela internet é possível ver o cantor com o carro parado por falta de gasolina em pleno Rio de Janeiro.

O "rei" estava a caminho do estúdio onde está ensaiando o especial de final de ano da Globo, que ele vai retomar após dois anos. Porém, o carro enguiçou quando ele ainda estava na Urca, bairro da zona sul carioca onde ele reside.

Segundo sua assessoria de imprensa, Roberto Carlos esqueceu de pedir para abastecerem o veículo e não percebeu que o ponteiro da gasolina estava na reserva. Isso teria ocorrido porque ele não usou o carro, um Audi vermelho, há muitos meses.

Por sorte, ele logo foi resgatado. "Sempre que ele sai, tem um carro de apoio com seguranças", disse sua assessoria. "Ele passou para o carro dos seguranças que foi levá-lo até o estúdio, e depois foram resgatar o carro."

Fonte: FAMA AO MINUTO

Tags:   Fama
Comunicar erro
LEIS UNIVEM
CANAL YOUTUBE
LEIS UNIVEM

Comentários

LEIS UNIVEM